News

A Mecânica do Efémero
27.Nov.2021
Exhibitions
A Galeria Filomena Soares irá inaugurar no próximo dia 27 de Novembro, entre 16h e as 19h, a exposição colectiva A Mecânica do Efémero, de Flávio Cardoso, Kiluanji Kia Henda, Damara Inglês, Délio Jasse, Rui Magalhães e Sofia Yala.

A Mecânica do Efêmero parte da ideia de arte enquanto mecanismo que nos permite viajar por diferentes temporalidades, através de uma abordagem que muitas vezes recorre à fantasia, mas onde a imaginação se torna uma importante aliada de questionamentos históricos e sócio-políticos.



Embora os discursos dos artistas convidados sejam diversos na sua abordagem e na navegação deste fluxo temporal e identitário, existe o denominador comum na sua relação com um continente onde repousam os sonhos e desvarios de fantasmas forasteiros. Existe e urge ainda criar um futuro que continua sustentado por inócuas promessas de progresso e liberdade, algo que não é exclusivo do continente africano, acolhendo também as influências de diversas linguagens artísticas e referências que constituem este trabalho conjunto, extravasando as fronteiras nacionais e plataformas continentais.



A arte, enquanto simulacro de um possível futuro, remete-nos a uma inevitável distopia, mas talvez fosse já a colonização essa distopia. Quem olha, quem sobrevive a estas cápsulas do tempo, pode ter de limpar uma finíssima camada de cinzas para chegar a um retrato reconstruído e escurecido.



Até 15.01.2022

-----

Galeria Filomena Soares will open on November 27th, between 4PM and 7PM, the exhibition A Mecânica do Efémero, by Flávio Cardoso, Kiluanji Kia Henda, Damara Inglês, Délio Jasse, Rui Magalhães and Sofia Yala.

A Mecânica do Efémero starts from the idea of art as a mechanism that allows us to travel through different temporalities, through an approach that often appeals to fantasy, but where imagination becomes an important allied of historical and socio-political questions.

Although the speechs of the invited artists are diverse in their approach and in the navigation of this temporal and identity flux, there is a common denominator in their relationship with a continent where the dreams and madness of foreign ghosts rest. There is, and is still urgent to create a future that continues to be sustained by innocuous promises of progress and freedom, something that is not exclusive to the African continent, also welcoming the influences of different artistic languages and references that constitute this joint work, going beyond national borders and continental platforms .

Art, as a simulacrum of a possible future, reminds us of an inevitable dystopia, but perhaps that dystopia was already colonization. Anyone who looks, who survives these time capsules, may have to clean a very thin layer of ashes to arrive at a reconstructed and darkened portrait



Until 15.01.2022
Daniel Nave - Primeira exposição individual na Galeria Filomena Soares | Daniel Nave - First solo exhibition in the gallery
11.Feb.2021
Exhibitions
A Galeria Filomena Soares tem o prazer de apresentar a primeira exposição individual do artista Daniel Nave na galeria. Places of War, é o culminar de dois anos de investigação e de criação artística assentes na temática da guerra no Médio Oriente que despoletou em 2011, na sequência da Primavera Árabe.
A exposição já se encontra pronta para abrir ao publico, sendo que, seguindo as orientações do atual Confinamento Geral, a Galeria Filomena Soares anunciará em breve a data de inauguração, Ficaremos disponíveis para qualquer questão através dos nossos contactos habituais, por email (gfilomenasoares@mail.telepac.pt), ou por telefone (+351 962 373 956 ou +351 969 786 534).


Galeria Filomena Soares is pleased to present Daniel Nave's first solo exhibition in the gallery. Places of War is the culmination of two years of research and artistic creation, based on the theme of the war in the Middle East that started in 2011, following the Arab Spring.
The exhibition is ready to open to the public, and, following the guidelines of the current General Confinement, Galeria Filomena Soares will soon announce the opening date. We will be available for any question through our usual contacts, by email (gfilomenasoares@mail.telepac.pt), or by phone (+351 962 373 956 or +351 969 786 534).
Primeira exposição individual de Fernanda Fragateiro na Galeria Filomena Soares | First solo exhibition by Fernanda Fragateiro in the gallery
19.Sep.2020
A Galeria Filomena Soares tem o prazer de anunciar a primeira exposição individual da artista Fernanda Fragateiro na galeria, a inaugurar no próximo dia 19 de Setembro. 
Mais info brevemente
__

Galeria Filomena Soares is pleased to announce the first solo exhibition by artist Fernanda Fragateiro in the gallery, to open on the 19th of September.
More info coming soon
Pedro Barateiro | How to Make a Mask
20.Feb.2018
publications
How to Make a Mask é a primeira monografia sobre o trabalho de Pedro Barateiro, e reflecte a multiplicidade da sua prática artistica.
A publicação apresenta uma selecção de obras produzidas entre 2008 e 2016, com material visual e escrito de projectos apresentados em exposições individuais e ainda outras obras em instalação, desenho, vídeo e performance, fundamentais no trabalho do artista. Novos ensaios de Anders Kreuger, Ana Teixeira Pinto, Els Silvrants-Barclay e Pieternel Vermoortel foram escritos especificamente para o livro, bem como uma introdução de João Mourão e Luis Silva que editaram o livro com a participação do artista.
O livro é publicado pela Kunsthalle Lissabon e Sternberg Press com o apoio da Galeria Filomena Soares. Uma parte limitada da tiragem de 200 livros conta com uma intervenção especial na capa.

How to Make a Mask is the first monographic volume on the work of Pedro Barateiro, reflecting the artist's multifariouos practice. The publication presents a selection of works made between 2008 and 2016, and features extensive visual and written material of key projects presented in solo exhibitions, as well as other pivotal installations, drawings, videos, and performances. New essays by Anders Kreuger, Ana Teixeira Pinto, Els Silvrants-Barclay and Pieternel Vermoortel have been specially commissioned, as well as an introduction by João Mourão e Luis Silva, who edited the book with the close participation of the artist. The book is published by Kunsthalle Lissabon and Sternberg Press with the support of Galeria Filomena Soares. A limited edition of 200 books features a special intervention on the cover.